terça-feira, 5 de abril de 2011

De filmes partidos

Não sei o que vem acontecendo comigo esses dias pra pegar filmes maravilhosos na metade ou no fim, o que me faz ir atrás das histórias dos filmes e me apaixonar cada vez mais, fazendo crescer minha Wishlist e diminuindo meu tempo de realmente completar a wishlist antiga...

Mas o que interessa é que eu sempre acabo esquecendo o que queria ver anteriormente, então pra isso não acontecer... Essas são minhas descobertas da semana:

1 - Ice Castles (2010)


A história de superação de uma jovem e promissora patinadora de uma cidade pequena que, ao ser descoberta por um famoso tecnico, vê abrir para si uma chance de levar sua paixão pelo gelo a um nivel nunca sonhado. Mas um acidente acaba fazendo Alexis relembrar de onde vem seu amor pelo gelo e, com a ajuda do namorado Nick, decidir superar a deficiencia causada pelo acidente e voltar a competir.

Esse eu peguei quase do início, a história aparentemente batida de romance e patinação artística acabou chamando minha atenção, mas alguns diálogos acabam levando a gente um pouco além da dicotomia das relações humanas, em uma zona de cinza em que o amor pode ser demostrado em vários níveis.
Isso, claro, extrapolando um pouquinho. o que realmente me tocou foi a não utilização de dubles no gelo, tornando as sequencias mais críveis, além de belas. A música tema, aliás, "Through the eyes of love" foi o que me fez procurar mais sobre o filme na internet, o que acabou me levando a:

2 - Ice Castles (1978)


Acabei descobrindo que a versão de 2010 é uma remontagem desse filme que, já em 1978, trazia sequencias no gelo sem aquela sensação falsa de montagem. A atuação dessa Alexis também é especial, com seus grandes olhos e movimentos suaves. Destaco especialmente a sequencia em que Nick a deixa cair no chão, já no processo de recuperação do acidente.

Embora não tenha conseguido o arquivo original desse, achei cerca de 80 por cento do filme em videos do youtube, o que me deixou ainda com mais vontade de ver os 20 porcento que me faltaram...

3) The Cutting Edge 4


Bom, acho que todo mundo ja assitiu pelo menos um dos filmes dessa sequencia, que no Brasil foi traduzido pra Um casal Quase Perfeito.

O primeiro é bem antigo, mas traz diálogos cortantes do jeito que eu gosto. o link do primeiro pro segundo (a nova patinadora é filha do primeiro casal) também é muito bem feito, e o segundo filme não é só uma continuação, mas um remake jeitoso.

Nunca entendi bem o link do segundo pro terceiro, e como pequei esse quarto já começado, só sei que a patinadora do terceiro é a mesma do quarto, e que James, um patinador de alta velocidade com patrocinadores e pose de riquinho é o novo parceiro. Um treinador chinês que não fala a lingua dos dois entrou em cena, como um elemento meio confuso, mas os diálogos ainda são divertidos.

fazendo a pesquisa da foto pra colocar no post, acabei descobrindo que o 4 e meio já foi lançado, e um bebê vai entrar na equação, nao sei exatamente como, mas me deu vontade de rever a sequencia toda so pra conferir.

4) The Time traveler's Wife

Saindo um pouquinho (finalmente) do rinque de patinação, acabei dando de cara com esse filme que eu queria ver desde que saiu no cinema, mas acabei perdendo a chance. Traduzido pra português como Te amarei pra sempre (sim, tradução de filmes bizarras), conta a história de um homem com uma doença genética que o faz viajar pelo tempo, e sua relação com uma mulher que sempre acaba aparecendo em seu caminho, não importa quando.

Como só vi as cenas finais, não tenho muito como julgar, mas me pareceu um filme muito interessante, e a fotografia do campo onde grande parte da ação acontece é maravilhosa, especialmente no pôr-do-sol.

Como esse é baseado num livro, acaba sendo uma indicação dupla.

5 - The Last Song


Esse só porque minha irmã, fã incurável de Miley Cyrus, ganhou o livro de aniversário, e o livro é realmente tocante (chorei como uma porquinha), então quero ver o filme e provavelmente me decepcionar um pouquinho...

Detalhe para a cara de assustada da Miley... uma observaçãoÇ a protagonista do livro tem uma mecha roxa no cabelo, marca da rebeldia de quando o pai largou a família...nem quero imaginar o filme, mas só vou saber quando assistir!

E por enquanto é só, logo, se alguém tiver o arquivo de algum desses filmes... *esperançosa*

3 comentários:

  1. Chorou com uma porquinha?! Como assim? kkkk

    ResponderExcluir
  2. Obs.: Me interessei pelo "Esposa do Viajante do Tempo" ^^

    ResponderExcluir
  3. Assisti o filme e recomendo =]

    ResponderExcluir